sexta-feira, maio 20, 2022

Uma recente pesquisa publicada pela revista Psychological Science mostra evidências de que nossas opiniões são proporcionalmente atualizadas de acordo com a magnitude dos erros de previsões que fazemos. Em outras palavras, as pessoas são mais propensas a mudarem suas crenças quando percebem que existe uma grande diferença entre aquilo o que elas acreditam que sabiam e o que realmente é verdade.

De igual maneira, também demonstra que somos relativamente menos propensos a rever conceitos quando essa diferença é pequena.

“Nada Sei” / A Morte de Sócrates, de Jacques-Louis David (1787)

Madalina Vlasceanu, pesquisadora pós doutorada pela Universidade de Nova York e coautora da pesquisa, explica: “Projetar e testar estratégias de mudança de crenças é uma direção de pesquisa na qual me interessei depois que várias campanhas de desinformação em grande escala foram implantadas em todo o mundo, com consequências desastrosas de longo prazo. Em nosso trabalho, meus colaboradores e eu estamos procurando ferramentas que os formuladores de políticas possam usar para combater a desinformação, mudando as falsas crenças em comunidades vulneráveis ​​”.

++ Leia também: TERAPIA COM PSILOCIBINA MELHORA DESFECHO EM PACIENTES COM TRANSTORNO DEPRESSIVO GRAVE

O Experimento

Em dois experimentos, que incluíram 1.777 pessoas no total, os pesquisadores expuseram os participantes a evidencias estatísticas sobre tópicos ideologicamente neutros (como quantidade de piscinas em um bairro) e tópicos ideologicamente sensíveis (como aborto e proibição de armas). Os participantes primeiro foram questionados sobre o quanto acreditavam ou não em 36 afirmações iniciais.

Os participantes foram aleatoriamente selecionados para um de dois grupos. No grupo experimental, os participantes faziam uma previsão sobre o grau de evidencia associado a afirmação para qual eram apresentados e imediatamente recebiam a resposta correta. No grupo controle, os participantes eram apresentados diretamente as evidências sem serem questionados sobre o grau de evidencia antes.

++ Leia também: TELESCÓPIO DE ATACAMA DESCOBRE BERÇÁRIO DE LUAS

Conclusões

Os pesquisadores descobriram que quem foi solicitado a fazer uma previsão antes de ser apresentado aos fatos possui maior probabilidade de mudar de opinião, especialmente se a previsão foi errada por uma grande margem, comparativamente a quem foi diretamente apresentado as evidências.

Os efeitos foram similares tanto em participantes auto denominados Democratas quanto Republicanos, os dois principais partidos políticos nos Estados Unidos, e também verdadeiro tanto para tópicos neutros quanto para tópicos ideologicamente sensíveis.

Anúncio: Mapa da Masmorra
Tags: , , ,

newsletter

Seja o primeiro a ficar sabendo das melhores novidades diretamente em seu email

QUEREMOS VOCÊ