terça-feira, maio 17, 2022

Na primeira metade do segundo episódio de Round 6 é iniciada uma votação que decidirá se o jogo vai continuar ou não. Durante o evento, o último a votar é o jogador ‘001’, dessa forma ele desempata a disputa em favor da interrupção do jogo. 

Quando assistimos não achamos isso estranho, mas depois de encerrada a temporada, deveríamos nos questionar, por que raios ele faz isso? Porém, esse é um detalhe que passa despercebido. Isso porque no momento em que é revelada a verdadeira identidade do velho, já não nos lembramos mais dos primeiros episódios.

O motivo da escolha nunca é esclarecido dentro da série, sabemos, contudo, que ela foi difícil. O velho para diante dos botões e pensa por longos segundos antes de escolher. Podemos supor, portanto, que ele está pensando de uma forma estratégica. Ou seja, no que seria melhor para os seus objetivos.

++ Leia mais: ARCANE: POSSO VER SEM CONHECER LOL?

Levando-se em conta seus objetivos, o velho está, então, analisando como fazer aquelas pessoas serem mais comprometidas e, além disso, como fazer para que aquela votação nunca mais ocorra. 

O velho, esperto e experiente, sabe que a melhor forma de apaziguar qualquer tipo de revolta é dando às pessoas a sensação de que elas estão sendo livres para escolher e que estão onde estão por vontade própria. Dessa forma, libertá-los para depois trazê-los de volta é garantir a paz e o prosseguimento tranquilo dos jogos.

Se ele tivesse apertado o botão para continuar o jogo, teria a partir dali a metade dos jogadores conspirando, fazendo motins, protestando e convencendo os outros a se rebelarem. Foi uma jogada de mestre de um gênio da política.

O roteirista de Round 6

Se o velho de Round 6 foi um gênio, não podemos dizer menos do roteirista da série, Hwang Dong-hyuk. Afinal, um personagem só é genial se quem o inventou também o for. Apesar disso, todavia, essa técnica não é nova em narrativas orientais.

A filosofia dos países asiáticos pressupõe que as pessoas devem se dedicar totalmente aos seus sonhos para atingir sucesso. Mas isso só é possível por meio de uma resolução interna forte.

Quem viu o reality show Terrace House, onde seis japoneses convivem numa casa, deve se lembrar que o assunto mais frequente é sobre os sonhos das pessoas e suas resoluções para alcançá-lo.

++ Leia mais: 6 PERSONAGENS DE ROUND 6 PARA FICAR DE OLHO

Entre as narrativas, em Neon Genesis Evangelion, Shinji Ikari passa quase pela mesma situação. Ele entra no Evangelion pela primeira vez obrigado pelo pai e já no terceiro episódio decide ir embora. Misato, sua guardiã, não o impede. Na estação de trem, entretanto, Shinji decide não ir e é a partir daí que sua verdadeira resolução se inicia.

Existem vários outros exemplos em animes com a mesma técnica, que além de fazer sentido dentro da realidade, ter verossimilhança, alivia a barra do roteirista. Isso porque abre a possibilidade para a narrativa dos eventos importantes já tendo como pressuposto a aceitação do protagonista.

Anúncio: Mapa da Masmorra
Tags: , , ,

newsletter

Seja o primeiro a ficar sabendo das melhores novidades diretamente em seu email

QUEREMOS VOCÊ